• Sunalizer

Vilões da conta de luz: quais eletrodomésticos mais consomem energia?

Já parou para pensar o que justifica o valor da sua fatura de energia elétrica? Saber de onde está vindo o consumo da sua casa ajuda a diminuir os gastos, quando necessário



Algum dia, você já deve ter aberto uma conta de luz e pensado “como gastei tanto?”. Aí você começou a ponderar o que pode ter acontecido para o valor aumentar, se a conta continuaria vindo alta, se tinha algo desregulado… Por acaso, chegou a alguma conclusão?


Existem realmente várias respostas que justificam um aumento na fatura ou um consumo normalmente mais alto. Mas, entre elas, quase que em destaque, existem os famosos “vilões da energia”: aqueles aparelhos eletrodomésticos que demandam uma quantidade de eletricidade maior para funcionar.


Nesse sentido, é interessante ter conhecimento sobre os principais aparelhos que costumam consumir mais dentro de casa, tornando possível avaliar como estamos utilizando nossa energia. Ou se vale a pena trocar algum eletrodoméstico (talvez por uma versão que consuma menos). Ou até se é preciso achar uma opção para substituí-lo.


Veja quais deles você utiliza:

Ar condicionado


Pois é! Esse vilão tem fama e não é à toa! Ele realmente se destaca quando comparamos seu consumo com o de outros aparelhos.


O problema é que, se um dia ele foi considerado “artigo de luxo”, hoje é praticamente um item de necessidade básica – ainda mais com várias cidades brasileiras batendo os 40ºC! Alívio na temperatura de um lado, maior conta de luz do outro….


Um ar condicionado de 12.000 BTU (um dos mais comuns), por exemplo, consome cerca de 235,20kWh por mês se ficar ligado durante 7h (uma noite de sono). Tendo como base a média da tarifa de energia elétrica atual (que aqui tomaremos como R$ 0,85 por kWh), isso equivale a quase de R$ 200 todos os meses – lembrando: só com o ar condicionado!

Geladeira


Está aí um eletrodoméstico que não dá para ficar sem. E que ainda funciona 24h nos 7 dias da semana.


Peguemos como exemplo um modelo duplex frost-free: seu consumo aproximado é de 56kWh. Consequentemente, R$ 47 mensais.

Ou seja: que ela consome não dá para negar. Então, o que fazer? Analisar possibilidades!


Atualmente existem muitos modelos e tecnologias, fazendo com que o consumo de cada geladeira seja diferente da outra. E ele vai depender da marca, do tamanho, das funcionalidades... Escolha com sabedoria! E reavalie a que você já tem. Será que compensa mantê-la?

Cooktop elétrico


Para alguns, ele é novidade; para outros, já é queridinho. Mas independentemente do status que ocupa na vida das pessoas, poucas sabem que essa inovação quase encabeça a lista brasileira dos eletrodomésticos que mais consomem energia. “Bonitinho, mas ordinário”...


Brincadeiras à parte, dependendo do quanto você o utiliza, esse fogão embutido pode estar impactando fortemente na sua conta.


Vamos imaginar que sua cozinha conte com um cooktop de quatro bocas e que você utilize todas elas, diariamente, por 1h. No fim do mês, terão sido necessários 68,55kWh de energia, o que representa aproximadamente R$ 58 na fatura.

Aparelhos em modo espera (stand-by)


Estava achando que aquela luzinha acessa no eletrodoméstico não mudava nada? Ou o relógio digital do display? Achou errado!


Quando os aparelhos ficam no modo de espera (conhecido como stand-by), eles também estão gastando energia. É claro que não é um consumo alto. Mas aí você pensa: vários aparelhos em stand-by, durante várias horas do dia (senão as 24h), diariamente. É um gasto significativo que dá para evitar, não é mesmo?!


Pesquisas de órgãos do setor energético estimam que até 13% da fatura de energia dos consumidores podem estar relacionados com eletrodomésticos em modo de espera.


Sendo assim, o consumo mensal fica em torno de 305 kWh. Se levarmos em conta a tarifa média, é possível concluir que, por ano, você gasta R$ 234,85 COM APARELHOS SUPOSTAMENTE DESLIGADOS.


Por isso, nossa melhor dica é: tire os eletrodomésticos da tomada. Entre eles: Micro-ondas, cafeteira elétrica, TV, notebooks.

Quantos desses aparelhos você possui em casa? Já tinha parado para pensar em como eles consomem? O que você deve fazer para gastar menos?


Podemos garantir que uma solução muito boa nesse cenário é a energia solar. Com ela, você produz sua própria energia e deixa de pagar pelo que consome. Assim, fica tranquilo com o uso dos eletrodomésticos, principalmente quando é inevitável, como é o caso da geladeira.


Não sabe se seu imóvel está pronto para a tecnologia? Converse com a Sunalizer para esclarecer todas as suas dúvidas! Aproveite e já faça gratuitamente a cotação do seu sistema. É só clicar em www.sunalizer.com.br

20 visualizações0 comentário