• Sunalizer

Painel solar é tudo igual? Melhor saber a resposta antes de comprar

As placas fotovoltaicas são o principal componente do sistema de energia solar. E dependendo de onde será feita a instalação, um tipo pode ser mais adequado que outro



Painel solar. Placa solar. Painel fotovoltaico. Módulo fotovoltaico. Sim, esse componente que é o principal dentro de um sistema solar é conhecido por vários nomes, mas sua função é única: captar e converter a luz do sol em energia elétrica.

Bom, antes de falar especificamente dele, é válido lembrar (como já mostramos aqui) que todo sistema solar é composto basicamente de:

  • Painéis solares;

  • Inversor;

  • Estruturas de suporte (para colocar os painéis no telhado)

  • Cabos e conectores.


Nesse time, a estrela é o painel, que é formado por um conjunto de células fotovoltaicas – dispositivos elétricos que têm a capacidade, através de processo físico e químico, de transformar a luz solar em energia elétrica.


O material usado e a forma de compor esse conjunto podem ser diferentes, o que acaba criando tipos variados de painéis solares.


Fez-se a luz – com energia solar!


Foi em 1954, que cientistas da Bell Telephone descobriram que o silício (achado na areia, por exemplo) criava uma carga elétrica quando exposto à luz solar. Caso você esteja se perguntado, é sim a empresa de Graham Bell, famoso como o inventor do telefone.


Diante dessa descoberta, eles desenvolveram um componente que capturava a energia do sol e a transformavam em eletricidade. Voilá! Eis a origem dos painéis, que, desde então, passaram por uma série de transformações e evoluções.


É graças aos módulos fotovoltaicos que a luz solar é absorvida e transformada em eletricidade de corrente contínua. Essa, por sua vez, passa por um dispositivo denominado inversor, que a converte para corrente alternada, usada pela maioria das residências e empresas.


Tipos de painéis solares


Atualmente, os tipos mais comuns e disponíveis de painéis solares são os policristalinos ou monocristalinos. Mas existe ainda os de filme fino.


As principais diferenças entre os eles estão na eficiência e no custo, embora a aparência também mude um pouco devido ao material com o qual são produzidos.


Via de regra, os módulos monocristalinos são mais eficientes e, portanto, mais caros. Veja a seguir:

Monocristalino

  • Composição: placas cortadas de um único cristal puro de silício, dispostas em linhas e colunas para formar um retângulo. Cobertas com uma lâmina de vidro e emolduradas.

  • Vantagens: Eficiência e desempenho altos

  • Desvantagens: Mais caro

Policristalino

  • Composição: placas compostas de fragmentos de cristais de silício, que são fundidos em um molde. Cobertas com uma lâmina de vidro e emolduradas.

  • Vantagens: Baixo custo

  • Desvantagens: Eficiência e desempenho mais baixos

Filme fino

  • Composição: feitos de uma variedade de materiais. O mais comum é o telureto de cádmio. Também podem ser de silício amorfo (semelhante à composição dos painéis monocristalinos e policristalinos). Existe ainda a possibilidade de seleneto de cobre, índio e gálio, colocados entre duas camadas condutoras (vidro, plástico, alumínio ou aço) e com eletrodos dispostos na frente e atrás.

  • Vantagens: Portátil, flexível e leve

  • Desvantagens: Menores eficiência e desempenho

Como escolher?


Seja você o instalador ou a pessoa interessada no sistema, deu para entender que existem opções e que não é tudo igual. Agora resta saber como escolher.


A resposta varia de acordo com as especificidades do imóvel, principalmente.


Por exemplo: é mais comum que proprietários de imóveis maiores e com amplo espaço no telhado escolham os de policristalinos (comparativamente, de menor eficiência e menor custo). Isso porque, podem colocar mais módulos para absorver mais energia.


Mas, ao contrário, se você tem espaço limitado disponível, precisa maximizar a produção. Sendo assim, talvez seja melhor escolher os monocristalinos.


Em relação ao de película fina, o fator que mais costuma contribuir nessa escolha é o tipo de telhado, que, às vezes, pode não suportar o peso do equipamento solar tradicional.


Com a evolução da tecnologia, as possibilidades se expandiram e novas alternativas devem continuar surgindo. No universo da energia solar, cada detalhe faz diferença no resultado que seu sistema vai obter e pode não ser fácil tomar as decisões certas.


Por isso mesmo, a Sunalizer busca jogar luz, transmitindo informações, sobre os principais aspectos e também conta com um banco de profissionais qualificados (e com os melhores preços) para atender a todos que desejam instalar seu sistema de energia solar.


Entre em contato conosco para tirar suas dúvidas! Enquanto isso, aproveite e já use gratuitamente nossa calculadora para estimar as dimensões do seu projeto solar ou solicite uma cotação (clique aqui)!

54 visualizações0 comentário